Aleatórios

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

A modinha adolescente do ateísmo e o ateísmo por conveniência



Num fórum de discussão, no Yahoo! Respostas, um debate bastante pertinente foi levantado e quero destacar dois comentários feitos por ateus que me impressionaram pelo nível de realismo e franqueza de suas palavras.


Antes de mais nada é bom dizer que isso mostra a opinião de ateus independentes, que não fazem parte de nenhuma dessas organizações ditas de "defesa" do ateísmo. Alguém já disse que ateus autênticos existem, apenas não frequentam sites de entidades como a ATEA. O pensamento destes dois ateus, representam bem o pensamento do ateu comum, do ateu convicto. Se tal comentário fosse feito num site de uma daquelas religiões neoateístas (ATEA, Bule Voador e etc.), teria sofrido censura na mesma hora, na tentativa de calar os ateus que contestem as suas doutrinas humanistas seculares. Tentativas em vão, diga-se de passagem, porque eles não representam a totalidade dos ateus no país, e logo estes ateus manifestarão sua opinião em fóruns que não são contrários à liberdade de expressão.

O ateu Nelson Macedo foi simplesmente sensacional em sua franqueza. Dando uma melhorada no comentário dele - que talvez por conta do improviso de ter que escrever rápido não tenha cuidado bem da clareza e correção ortográfica, isso é comum em todos os fóruns de internet -, ficaria assim:



"Sinceramente, sou ateu, não por modinha mas por convicção. Fui pastor. E não estou nem aí para o que vocês falam sobre os homossexuais. Mas é verdade que é só um cristão falar de homossexuais que já tem "ateuzinho" que se dói. Pra mim isso é vontade de queimar a "rosqueta". Estão todos com vontade de "dar a ré no quibe", por isso defendem tanto os homossexuais. Não sou obrigado a gostar de ninguém e sou contra o homossexualismo. Sim, sou contra. Acho que eles deveriam tomar vergonha na cara. Há tanta mulher "gostosinha" que nem você e eles preferem dar o rabo. Quem defende homossexuais está com vontade de dar o cu também, mas tá com medo de sofrer preconceito"
  

Antes de não termos vez e voz, nós ateus conservadores, éramos discriminados nos sites que se dizem canais do ateísmo no país, pois representam uma parcela dos ditos ateus (os neoateus), visto que, não toleram que ateus sejam conservadores. Na visão estreita deles, todo ateu do mundo deveria ser discípulo da doutrina humanista secular. No raciocínio estúpido deles, quem não é ovelha dessa doutrina ou visão política, mesmo não acreditando em deuses, não é considerado um ateu. A partir da publicação de nossa Nota de Repúdio, vários ateus independentes e aqueles desavisados ou seduzidos pelo "canto da sereia" têm sido alertados para o verdadeiro compromisso de tais entidades, o qual é o humanismo secular e não o ateísmo.

Deixando de lado estas inúteis e infames entidades, quero agora tratar de algo que se tornou moda hoje em dia. É o ateísmo por conveniência. O que isso quer dizer? Ora, o sujeito passa declarar-se publicamente como "ateu", ou "sai do armário" (como dizem os neoateus), porque tem ou adere a um comportamento, a um modo de vida hedonista, contrário aos padrões tradicionais da sociedade. Daí, usam o "sou ateu" numa tentativa de justificarem esse comportamento devasso. Como se, automaticamente, dizer as palavras mágicas, fosse uma espécie de técnica alquímica para transformar merda em ouro. Noutras palavras, o sujeito quer viver como um fiho da puta, tem medo de a sociedade lhe discriminar, daí se esconde atrás do rótulo de "ateu" para se limparem.  Dizem-se "ateus" pra não se dizerem "homossexuais", "bissexuais", "adúlteros", "putas", "fuleragens", "cachaceiros", "maconheiros", etc.. E assim, vão queimando o nosso filme, nós que somos ateus por convicção. Dão um salto "quântico" alegando que a moral é coisa cristã e que, portanto, eles não têm obrigação de seguí-la, visto que não acreditam no deus cristão.

O que vemos se proliferar em nossos dias é a quantidade de homossexuais se dizendo "ateus". A coisa chegou ao ponto de nós, quando é necessário revelarmos que somos ateus, sofrermos a vergonha de as pessoas pensarem que somos homossexuais, bissexuais ou coisas do tipo. Um dia desses, conversando com um amigo que também é ateu, e ele me dizia: 

"Está complicada a coisa! Só não saio do ateísmo, porque enfim, não dá pra sair, pois por mais que tenha gente por aí querendo que seja, ateísmo não é uma religião, mas uma mera ausência de fé em deuses. Eu não acredito que eles existam, logo sou ateu. Daí, você tem que perder um tempão explicando para a pessoa, separando "alhos dos bugalhos"... quando é no outro dia, aparece o Saltomaior e suas ovelhinhas na mídia falando de ateísmo e ao mesmo tempo vinculando-o à defesa do homossexualismo, ou ao humanismo secular da Aza Heuza..."

Antes destas entidades não havia problema nenhum. O estereótipo do ateu, na opinião pública era muito mais honrável, era de um cara intelectual, circuspecto, "homem da ciência". Infelizmente, após o surgimento destas organizações com participações na mídia e de vários vigaristas escritores de livros "ateísticos", e demais idiotas úteis, propagadores da merda do "orgulho ateu", o conceito de ateu na opinião pública passou a ser o de um retardado, puta revoltado com os padrões da sociedade, que fuma maconha e dá o "anel". Outro ateu, confidenciava-me:

"O conceito de ateísmo se desfigurou para seita religiosa formada por moleques criados pela avó e que tinham que acordar para ir à missa forçados"


É, parece que nem mais ateu se pode ser em paz hoje em dia! A ateia R. L. (não vou mencionar o seu nome para não a expor aos fanáticos neoateus) entrou em contato conosco e nos relatava:


"Quando digo que sou ateia, minhas amigas pensam que sou lésbica. Coisa chata, esses gays se apropriando do ateísmo!"


De fato, até as palavras de ordem que utilizam são as mesmas do gayzismo. Li acolá, num site dito "ateu", uma conclamação para os ateus "a se assumirem". A lenga-lenga do "sair do armário" é outra que utilizam muito. Ainda outra: "Dia do Orgulho Ateu". Ou seja, a inspiração dessa gente neoateísta parece ser a mesma do gayzismo.

O pior é que tem muita gente boa que ainda não se apercebeu dessa vigarice. Pode ser que a "ficha caia" no dia que ele for para uma dessas "paradas ateias" das "sociedades racionalistas" da vida e uma ovelhinha rósea do Saltomaior passe a mão no "caneco" dele. Se ele achar ruim, dirão: "você não é ateu, homofóbico!".

Cabe a nós ateus independentes, resistirmos a essa "apropriação" indevida do termo "ateu" e denunciarmos publicamente esses aproveitadores. Façamos como o ateu Nelson Macedo. Saibam que aqui, vós, parceiros ateus independentes, tendes o espaço livre para expressarem a vossa indignação.




Fique Atento:

* Aliança Secular pela Família: divulgue esta ideia

* Leiam a nossa Nota de Repúdio a algumas organizações ateístas.

* Leitura obrigatória para ateus: OS PROTOCOLOS DOS SÁBIOS ATEUS

* Leiam o Manifesto Ateu Contra a Aprovação do PLC 122/2006

*Entrevista concedida ao Blog Entrevistas & Debates

*50 diferenças entre Esquerda e Direita

* Cuidado com a Rachel Sheherazade

Nuvem de Tags

31 de Março Abiogênese Abortismo Abstinência Adestração Adolescência Estendida Adultério Alborguetti Alienação Alveda King Amish Anciãos Antirreligiosidade Aposentadoria Apostasia Assistencialismo Ateus Ateísmo Avisos Banditismo Biologia Bolsonaro Bronson Budismo Bullying Caridade Carnaval Casamento Casamento Gay Cavalheirismo Ceticismo CFM Chesterton Ciência Coalizão Coexist Complementaridade entre os sexos Comunistas Congresso Nacional Conhecimentos Gerais Constituição Crenças Criacionismo Cultura e Arte Darwin Darwinismo Dawkins Decência Delegacia das Mulheres Democracia Depoimentos/Entrevistas Depravação Feminina Desarmamentismo Design Inteligente Desumanismo Dialética Dicas do Cinéfilo Dilma Direita Direitos Humanos Discurso Supremacista Divisão Familiar do Trabalho Divórcio Documentário Dostoiévski Doutrina Dover Drogas Droguismo DUDH Duplipensar Ecologismo Educação Engels Enquetes Entrevistas Enéas Carneiro Escola de Frankfurt Espectro Político Espiritismo Esquerdopatas Estupidificação Estupro EUA Eugenia Eurasianismo Europa Família Farra Feliciano Feminazis Feminazismo Feminismo Feyerabend Filmes Filosofia Firestone Freud Frivolidade Funk Galileo Gayzismo Genética Globalismo Gramsci Grande Mídia Gênero Haddad Hedonismo Heráclito Heterofobia Hinos História HIV homossexualismo Honestidade Humanismo Secular Humor Ideologia Idiotas Úteis Igreja Individualismo Indústria do Aborto Intolerância Inversão de Valores Involução IPP Israel IURD Japão José Fighera Salgado José Ortega y Gasset Justiça Kant Kepler Kit Gay Laicismo Lamarckismo Lei do Silêncio Lesbianismo Liberdade Liberdade de Consciência Liberdade de Expressão Livros Lixo Cultural Machismo Maconha Macumba Maduro Maioridade Penal Malthus Manginismo Manifestações Mao Marcha da Família Marco Civil Maria da Penha Marx Marxismo Cultural Masculinismo Materialismo MEC Mendel Mensalão Micareta Michel Foucalt Misandria Moralidade e Família Multiculturalismo Método Científico Música Nacionalismo NAMBLA Nature Neoateísmo Neodarwinismo Newton Niilismo Ocidente OEA Of Pandas and People Old Porém Gold ONU Opinião Ordem Pai Palhaços Panicats Parada Gay Paternidade Patriarcalismo Personalidade Conservadora Moral Piedade Platão PLC 122/2006 PNDH 3 Pol Pot Politicamente Correto Política Popper Primeira Emenda Progressismo Provocações Pró-vida Psicologia PT Punheta Racialismo Religião Revolução Francesa Satanás Segregação Seleção Natural Sexo Frágil Sheherazade Silvio Koerich Sociologia Status Quo STF Suprema Corte Surgimento do Universo Suécia Série - Uma Economia Moral Série: A criação de uma casta privilegiada Série: Música e Moralidade Série: O Sentido do Divino Série: Os 50 melhores hinos cristãos na opinião de um ateu Tabaco Teste de Nível Thatcher Trabalhadores Tráfico de Influências Ufologia Valores Morais Viadagem Vida Alienígena Vitimismo Zoada Zé Dirceu Álcool Ídolos
 
Desde 2005 Cidadão de Moral
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates