Aleatórios

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Os 3 tipos de ateus, o físico Marcelo Gleiser e a "Partícula de Deus"


Podemos dizer que existem três grupos de ateus, quanto a sua postura diante do cristianismo:

1) Os ateus conservadores: os quais consideram a religião cristã como a melhor orientadora da vida em sociedade já criada pela filosofia humana. São simpáticos a ela e defendem a conservação desses valores morais no âmbito público. Não gostam de se declarar "ateus" a todo momento, devido a isso tem-se a impressão de que são minoria;

2) Os ateus neutros: os quais, muito embora não sejam totalmente favoráveis à filosofia da religião cristã como orientadora de conduta social, admiram a sua espiritualidade (bem como de outras religiões), a sua beleza artística e, em certa medida, a sua história. Também não gostam muito de se apresentarem como ateus a todo momento, geralmente, preferindo o rótulo de "agnósticos" ao de "ateus".

3) Os ateus militantes, ou neo-ateus: os quais fazem ativismo contra a religião, sobretudo a cristã, desprezam-na e ridicularizam-na, não toleram a cosmovisão proposta pela espiritualidade e interpretam a história da religião cristã sempre com uma conotação negativa. São antirreligiosos, principalmente anticristãos. Adoram declarar-se "ateus", sentem "orgulho" disso e fazem proselitismo. Essa vertente tem virado "modinha", principalmente entre os adolescentes.

Entre os ateus da atualidade, poderíamos mencionar exemplificando:

1) Roger Scruton; 2) Marcelo Gleiser; 3) Richard Dawkins

Marcelo Gleiser é um renomado cientista brasileiro, no campo da Física, que podemos classificar tranquilamente no grupo 2. Como professor e divulgador da ciência, em seus livros e palestras, sempre procura observar a ligação entre espiritualidade e ciência na história. Com isso, tem conseguido aproximar as pessoas religiosas da ciência, mostrando que uma não é inimiga da outra.

Recentemente, em 23/07/2012, o professor compareceu ao programa Canal Livre, da BAND e nos deu uma de suas maravilhosas aulas de conhecimento e sensatez.

Confiram:

Parte 1:




Parte 2:


Parte 3:


Parte 4:


Parte 5:

A mecânica universal não precisa de deus, as pessoas podem precisar de deus [...] a maneira como nós vemos o mundo de maneira científica está muito longe de ser uma coisa racional, fria, muito pelo contrário, ela é uma coisa apaixonada, profundamente significativa, com traços muito profundos de filosofia e mesmo de teologia, porque ela leva a essas grandes questões que são inquietações do homem e que são muito mais antigas do que a ciência
Marcelo Gleiser

Fique Atento:

* Aliança Secular pela Família: divulgue esta ideia

* Leiam a nossa Nota de Repúdio a algumas organizações ateístas.

* Leitura obrigatória para ateus: OS PROTOCOLOS DOS SÁBIOS ATEUS

* Leiam o Manifesto Ateu Contra a Aprovação do PLC 122/2006

*Entrevista concedida ao Blog Entrevistas & Debates

*50 diferenças entre Esquerda e Direita

* Cuidado com a Rachel Sheherazade

Nuvem de Tags

31 de Março Abiogênese Abortismo Abstinência Adestração Adolescência Estendida Adultério Alborguetti Alienação Alveda King Amish Anciãos Antirreligiosidade Aposentadoria Apostasia Assistencialismo Ateus Ateísmo Avisos Banditismo Biologia Bolsonaro Bronson Budismo Bullying Caridade Carnaval Casamento Casamento Gay Cavalheirismo Ceticismo CFM Chesterton Ciência Coalizão Coexist Complementaridade entre os sexos Comunistas Congresso Nacional Conhecimentos Gerais Constituição Crenças Criacionismo Cultura e Arte Darwin Darwinismo Dawkins Decência Delegacia das Mulheres Democracia Depoimentos/Entrevistas Depravação Feminina Desarmamentismo Design Inteligente Desumanismo Dialética Dicas do Cinéfilo Dilma Direita Direitos Humanos Discurso Supremacista Divisão Familiar do Trabalho Divórcio Documentário Dostoiévski Doutrina Dover Drogas Droguismo DUDH Duplipensar Ecologismo Educação Engels Enquetes Entrevistas Enéas Carneiro Escola de Frankfurt Espectro Político Espiritismo Esquerdopatas Estupidificação Estupro EUA Eugenia Eurasianismo Europa Família Farra Feliciano Feminazis Feminazismo Feminismo Feyerabend Filmes Filosofia Firestone Freud Frivolidade Funk Galileo Gayzismo Genética Globalismo Gramsci Grande Mídia Gênero Haddad Hedonismo Heráclito Heterofobia Hinos História HIV homossexualismo Honestidade Humanismo Secular Humor Ideologia Idiotas Úteis Igreja Individualismo Indústria do Aborto Intolerância Inversão de Valores Involução IPP Israel IURD Japão José Fighera Salgado José Ortega y Gasset Justiça Kant Kepler Kit Gay Laicismo Lamarckismo Lei do Silêncio Lesbianismo Liberdade Liberdade de Consciência Liberdade de Expressão Livros Lixo Cultural Machismo Maconha Macumba Maduro Maioridade Penal Malthus Manginismo Manifestações Mao Marcha da Família Marco Civil Maria da Penha Marx Marxismo Cultural Masculinismo Materialismo MEC Mendel Mensalão Micareta Michel Foucalt Misandria Moralidade e Família Multiculturalismo Método Científico Música Nacionalismo NAMBLA Nature Neoateísmo Neodarwinismo Newton Niilismo Ocidente OEA Of Pandas and People Old Porém Gold ONU Opinião Ordem Pai Palhaços Panicats Parada Gay Paternidade Patriarcalismo Personalidade Conservadora Moral Piedade Platão PLC 122/2006 PNDH 3 Pol Pot Politicamente Correto Política Popper Primeira Emenda Progressismo Provocações Pró-vida Psicologia PT Punheta Racialismo Religião Revolução Francesa Satanás Segregação Seleção Natural Sexo Frágil Sheherazade Silvio Koerich Sociologia Status Quo STF Suprema Corte Surgimento do Universo Suécia Série - Uma Economia Moral Série: A criação de uma casta privilegiada Série: Música e Moralidade Série: O Sentido do Divino Série: Os 50 melhores hinos cristãos na opinião de um ateu Tabaco Teste de Nível Thatcher Trabalhadores Tráfico de Influências Ufologia Valores Morais Viadagem Vida Alienígena Vitimismo Zoada Zé Dirceu Álcool Ídolos
 
Desde 2005 Cidadão de Moral
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates